*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Tuesday, November 28, 2006

[SP] Quarta (29/11): Ato contra o Aumento das Tarifas na Região Sudoeste.





Com o aumento abusivo da tarifa de ônibus para R$2,30 confirmado para terça-feira 28/11, a população fica ainda mais limitada no acesso à educação, à cultura, à saúde e outros direitos básicos. Cada vez mais o transporte público serve para os empresários e não para o povo. Se você é contra o aumento da tarifa, MOBILIZE-SE! Compareça ao ato na quarta-feira 29/11 às 13h com concentração no último ponto de ônibus da Av. Vital Brasil (em frente ao Itaú)! MPL-SP Sudoeste Frente de Luta Contra o Aumento Contatos: plsudoeste em lists.riseup.net e barraroaumento em lists.riseup.net
Email:: plsudoeste@lists.riseup.net

2 Comments:

  • At 11/28/2006, Anonymous gabriel said…

    E ai galera, espero que não me levem a mau.. pois adoro este blog.. porem acho demagogia esse papo todo. É claro que se fosse possivel, gostaria de ter passe livre, faculdade livre... viver em um sistema diria comunista.. pois ate mesmo no socialismo pagamos pelos serviços. Porem temos de travar uma batalha seria e com os pés no chão.. temos de contar com a realidade!
    Abaixo copiei a posição da entidade estudantil UMES, que muito me agradou!!! Espero que todos a leiam:


    UMES condena demagogia contra SP Trans
    A UMES considera inoportuna, inadequada e demagógica a manifestação convocada por nossas entidades irmãs, a UNE, a UBES e a UPES, que reuniu cerca de 200 estudantes, na quinta-feira, dia 23/11, contra o aumento das passagens de ônibus de R$ 2,00 para R$ 2,30.

    O aumento é elevado, é verdade. Porém, no período da prefeita Marta houve dois aumentos – um de 12%, outro de 21,4% - que correspondem a um crescimento médio anual na tarifa de 8,35%.

    Nós, assim como a UNE, a UBES e a UPES não nos manifestamos contra esses aumentos, porque soubemos ver que a implantação do bilhete único significava um ganho real para a população muito superior às perdas provocadas por eles.

    Na atual gestão, que se iniciou em janeiro de 2005, e vai até dezembro de 2008, também estão previstos dois aumentos: o de 17,6% já realizado em março de 2005 e este, agora, de 15% – o que corresponde a um crescimento médio anual da tarifa de 8,15%, até o final do período.

    E tivemos, nesta gestão, mais um avanço significativo que não pode ser desconhecido, nem minimizado, que foi a integração do bilhete único num sistema que inclui, além dos ônibus, o metrô e os trens metropolitanos, e que representa um ganho efetivo para a população também superior à perda provocada por esses aumentos.

    Não devemos e nem podemos fechar os olhos a isso se quisermos seguir desfrutando de autoridade moral para sermos ouvidos quando divergirmos, no terreno político, dos governos do PSDB e do PFL no plano municipal e estadual. Ceder à tentação de usar dois pesos e duas medidas na luta política é o caminho mais curto para desmoralizar a própria posição.

    Aliás, a esmagadora vitória do presidente Lula deixou isso patente. E nós, como prezamos muito a nossa posição, não vamos embarcar nesse tipo de canoa furada.

    Conclamamos, portanto, nossas entidades irmãs a não perseverarem nesse equívoco. E alertamos as bases da UMES para que se mantenham vigilantes e unidas em torno da diretoria.
    São Paulo, 24 de novembro de 2006

    UNIÃO MUNICIPAL DOS ESTUDANTES SECUNDARISTAS DE SÃO PAULO

    --- http://www.umes.org.br/umes/noticias.php?ID=145

     
  • At 11/28/2006, Anonymous Anonymous said…

    no chile não foi demagogia depois de um ano de greve geral,eles conseguiram......

     

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home