*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Monday, January 29, 2007

Michel Foucault: Poder e Análise das Organizações






obs:essas fotinhas "lindas" são dos soldados americanos no iraq.
1 livro.Michel Foucault: Entrevistas,
O pensamento de Michel Foucault tem três etapas bem distintas: uma ?arqueologia do saber? que na década de 1960 investiga a constituição histórica dos saberes sobre o homem na modernidade; uma ?genealogia do poder?, que na década de 1970, estuda a rede de poderes disciplinares que desempenha um papel das sociedades burguesas; uma ?genealogia dos modos de subjetivação?, que, na década de 1980, pretende explicar uma hermenêutica do desejo, e levou Foucault a estudar a Grécia, Roma, e o Cristianismo dos primeiros séculos, mas ficou inacabada com a sua morte em 1984. As entrevistas realizadas por Roger Pol-Droit são de 1975, momento em que Foucault publica seu primeiro livro sobre o poder disciplinar, Vigiar e Punir. Estando assim, profundamente impregnadas por esse privilégio do poder em suas análises, são instrumentos úteis para esclarecer o pensamento de Foucault nesta época. Roger Pol-Droit como filósofo e jornalista, conhece muito bem o pensamento de Foucault, tendo sido inclusive marcado metodologicamente por ele em seu próprio trabalho de pesquisa sobre a Índia e o budismo. Isso o faz conduzir com muita habilidade as entrevistas, levando Foucault a dar um tom bem pessoal a suas respostas, o que não lhe era muito habitual. Mais isso também o fez escrever dois textos introdutórios muito esclarecedores. Um que salienta a importâncias das descontinuidades nas pesquisas de Foucault; o outro que descreve o personagem impressionante que era Foucault, a partir das impressões quer lhe causavam sua voz, seu riso, suas posturas, seu modo de vestir, a decoração de seu apartamento, a maneira de relacionar com as pessoas, seu entusiasmo. Este volume reúne três entrevistas em que o filósofo fala de seu percurso e seu trabalho em termos simples e diretos, com suas análises históricas fundamentais para o diagnóstico de nossa atualidade.
2 livro:Para Michel Foucault é impossível compreender o fenômeno do poder sem considerar a realidade organizacional. Em nossa sociedade cada vez mais complexa, o poder sempre aparece ligado a um perigo potencial, que freqüentemente se materializa como violência: desde o constrangimento físico até as sutilizas contemporâneas do assédio moral, da violação da privacidade e do desrespeito às pessoas. Ralfael Alcadipani da Silveira realiza com grande sucesso um projeto ambicioso: faz um inventário sobre a utilização das obras de Foucault no âmbito da análise das organizações, problematiza tal utilização e indica possíveis caminhos de desenvolvimento para o estudo do poder nessa área.
www.submarino.com.br

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home