*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Monday, January 21, 2008

O dia em que as redes de televisão ganharam a loteria 21/01/08 por Amy GOODMAN

("Senhoras e Senhores, temos o orgulho apresentá-los o surpreendendo híbrido panamericano: o Demo-Rep!")A surpreendente vitória de Hillary Clinton em New Hampshire garante uma mais longa e competitiva temporada de eleições primárias democratas. Isso é como dinheiro no caixa para as redes de televisão, à medida que avança a primeira campanha presidencial em que são gastos bilhões de dólares.Enquanto a democracia mais antiga do mundo, os Estados Unidos, gastam trilhões de dólares proclamando levar a democracia ao Afeganistão e ao Iraque (com a arma engatilhada), o que temos aqui? Estamos diante de um processo eleitoral dirigido pelos principais doadores, que derramam enormes somas de dinheiro nos bolsos das emissoras de televisão, que mantêm o processo eleitoral como refém mediante o controle das ondas do ar. As mesmas emissoras excluem candidatos válidos de seus chamados “debates”, de forma arbitrária, elevando-se assim ao posto de coroadoras do rei.
Segundo o TNS Media Intelligence/CMAG, um grupo que monitora a propaganda política, o gasto conjunto dos candidatos presidenciais em Iowa superou os 50 milhões de dólares. Em 2004, o gasto total foi de cerca de 9 milhões de dólares. O mesmo grupo informou que o dispêndio com todos os anúncios e campanhas de todas as disputas eleitorais atuais (presidenciais ou não) nos EUA alcançou os 715 milhões de dólares ao final de 2007. WMUR, o único canal comercial de televisão que cobre todo o Estado de New Hampshire, amealhou milhões de dólares em publicidade eleitoral nesta temporada de eleições primárias. A sede de WMUR é apelidada de “A Casa que Forbes Construiu”, desde que Steve Forbes gastou uma enorme soma de dinheiro em publicidade em sua candidatura à presidência em 1996.
Com a nova agenda de eleições primárias concentradas no começo do ano, com mais e mais estados aproximando as datas de suas eleições primárias com as que se realizaram em Iowa e New Hampshire, que foram as primeiras no plano nacional, a necessidade de dinheiro é extrema. O 5 de Fevereiro, conhecido como a “Super-Hiper Terça”, será o dia de eleições primárias em mais de 20 estados, incluindo gigantescos “mercados” midiáticos como Nova York, Illinois e Califórnia. Barack Obama, Clinton e John Edwards terão que seguir arrecadando enormes quantias em dinheiro, tão somente para entregar a maior parte delas às emissoras, que, graças ao seu controle das ondas públicas, são as que possibilitam o acesso ao eleitorado.Uma forma com que a Fox News/News Corp. tratou recentemente de influir no processo consistiu em excluir Ron Paul de um foro de candidatos republicanos em New Hampshire, dois dias antes das eleições primárias desse estado, as primeiras do país. Paul foi o mais bem-sucedido arrecadador de fundos entre os candidatos republicanos no quarto trimestre de 2007; ele venceu, decididamente, Rudolf Giuliani no caucus [assembléia de eleitores] de Iowa, com 10% dos votos contra 4 % de Giuliani. A Fox excluiu Paul do debate, enquanto deu boas-vindas a Giuliani. O Partido Republicano de New Hampshire retirou seu apoio ao debate da Fox. O presidente do partido, Fergus Cullen, declarou: “As primeiras eleições primárias do país, as de New Hampshire, servem ao propósito nacional de proporcionar a todos os candidatos as mesmas oportunidades em um terreno neutro. Candidatos menos conhecidos e com menos fundos têm a oportunidade de lutar para estabelecer-se como figuras nacionais. Acreditamos que todos os principais candidatos reconhecidos deveriam ter as mesmas oportunidades de participar dos debates e fóruns prévios às eleições primárias”.
Paul apareceu no programa da NBC “Tonight Show With Jay Leno” (que voltou a ser produzido apesar da greve continuada do Sindicato de Roteiristas dos EUA, que está mantendo os candidatos democratas longe dos programas de entrevistas das redes nacionais, que estão atuando como fura-greves). Leno perguntou-lhe como respondia ao fato de que a Fox o havia excluído: “Compreendi que realmente eles tinham certa capacidade de decisão em função dos direitos de propriedade neste caso, e não ia ‘furar’ a festa. E pensei: ‘Bem, talvez devesse processá-los’. Decidi por qual motivo os processaria, e é por fraude, devido ao conceito de notícias justas e equilibradas que apregoam”.Enquanto ameaça processar a emissora por sua fraudulenta afirmação de que são “Justos e Equilibrados” (um lema absurdo para a Fox), Paul ignora o ponto chave: as ondas do ar não são propriedade privada da Fox. Rupert Murdoch e sua empresa, News Corp., lucram com o uso de ondas públicas, o que implica responsabilidade de servir ao interesse público. Se o próprio processo eleitoral, a engrenagem da democracia, não é qualificado como de interesse público, o que seria então?
A ABC News realizou a mesma manobra contra Dennis Kucinich, barrando-o no debate organizado pela rede na noite de sábado. Kucinich apresentou uma queixa emergencial diante da Comissão Federal de Comunicações, declarando o seguinte: “A ABC não deveria ser a primeira eleição primária”. Kucinich sublinhou que “A ABC é uma empresa inteiramente de propriedade da Walt Disney Company, cujos executivos contribuíram profusamente aos... senadores Hillary Clinton e Barack Obama, ao ex-senador John Edwards e ao governador Bill Richardson”.A ABC limitou o debate aos quatro candidatos mencionados ao exigir que os que participaram do debate tivessem obtido ao menos o quarto lugar no caucus de Iowa. Mas a campanha de Kucinich afirmou que “haviam decidido não gastar recursos no caucus de Iowa, preferindo focalizar suas energias em New Hampshire; deste modo, ficaram fora do debate.” Os pontos essenciais do programa de Kucinich, sair do Iraque e promover um sistema público de cobertura médica, foram virtualmente ignorados em New Hampshire.A maior parte do dinheiro que os candidatos são obrigados a arrecadar destina-se à propaganda televisiva. Todos eles aspiram ser o máximo servidor público do país. As emissoras deveriam proporcionar o tempo no ar como um serviço público gratuito. As ondas de rádio e televisão pertencem ao público; são um tesouro nacional. Deveriam ser usadas para enriquecer nosso processo eleitoral. Em vez disso, estão sendo exploradas por emissoras de televisão altamente rentáveis, obrigando assim os candidatos a depender de interesses econômicos. Esse círculo vicioso deve ser rompido.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home