*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Friday, June 20, 2008

Chavéz ameaça cortar petróleo a quem aplicar a Directiva de Retorno 20/06/08

O presidente venezuelano reagiu à aprovação pelo Parlamento Europeu da directiva que permite a detenção de imigrantes sem papéis durante 18 meses e a massificação das expulsões. Chávez diz que irá aplicar uma "directiva de retorno" dos investimentos dos países que apliquem a norma impulsionada por Sarkozy e Berlusconi. O Alto Representante da UE, Javier Solana, diz que a reacção é "desproporcionada".
Chávez falou ao lado do presidente paraguaio Fernando Lugo, que também reprovou a medida europeia de repressão aos imigrantes sem-papéis. Mas foi do venezuelano que vieram as frases mais contundentes, ao dizer que "o petróleo venezuelano não devia ir para esses países que aplicarem a directiva da vergonha".Face à directiva do retorno dos imigrantes, Hugo Chávez propõe a directiva do retorno dos investimentos europeus na Venezuela. "Não vamos prender ninguém, aqui respeitamos as pessoas. Mas imaginem que aprovamos uma directiva de retorno dos investimentos europeus. Isto estamos dispostos a fazer já. Ao menos na Venezuela, não nos fazem falta" investimentos desses países, declarou Hugo Chávez.A reacção da UE às palavras do presidente venezuelano surgiram pela boca de Javier Solana, que considerou "totalmente desproporcionado" este aviso de Chávez.
As reacções à aprovação da directiva do retorno pelo Parlamento Europeu alastraram a toda a América Latina. Das mais tímidas, como a brasileira cujo governo "lamentou" em comunicado a nova lei que "contribui para uma percepção negativa da imigração", às mais contundentes, como a da Venezuela. A Argentina vai receber a cimeira do Mercosul a 1 de Julho, onde se espera uma tomada de posição conjunta dos chefes de Estado latino-americanos, como o uruguaio, que acusa a Europa de "dupla moral", esquecendo a imigração em massa de milhões de europeus para aqueles países no século passado.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home