*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Wednesday, March 05, 2008

pesados exercícios militares da frança no oeste do Golfo emirado de Abu Dhabi 05/03/08

França prepara-se para a guerra com Rússia?O anteprojeto da nova doutrina militar que foi apresentada em janeiro passado para ser examinada por Nikolas Sarkozy recomenda à França usar seu Exército caso a Rússia ameaçar a outros países ex-soviéticos.

Este documento , que marcará o desenvolvimento militar da França nos próximos 15 anos, poderia acabar com a linha gaulista em matéria de política exterior , conduzir à reintegração do país na estrutura militar da Otan e uma reorientação inequívoca aos EUA.Os autores da nova doutrina , segundo a revista Le Figaro , examinam uma dozena de ocasiões em que seria possível o uso das Forças Armadas da França.Destacam particularmente um ataque terrorista, uma ameaça de mísseis , o comprimento do dever de aliado na Otan, as operações de paz , mas também , “ a ameaça por parte da Rússia perante algum de seus vizinhos”.A diferença entre Irã e Correia do Norte que figuram na “ violação do tabu nuclear” , por um lado e a Rússia , por outro , consiste em que a última mereceu uma menção explícita como "adversário hipotético".



Desde a desintegração da URSS é a primeira vez que Paris transmite Moscou da categoria de sócios à de ameaças fundamentais. Um dos principais falcões do partido governante na França Pierre Lelouche, qualificou a Rússia como “ major ameaça que emana o território europeu , devido a seus aspirações no Cáucaso do Sul”.Basta encontrar um pretexto, por exemplo um míssil oxidado, explodido na fronteira russo georgiana para que a França tenha um motivo para usar a força. Aliás , não se percebe , como os franceses poderão enfrentar militarmente a Rússia no mesmo Cáucaso, se a duras penas realizam suas tarefas na África, a zona de seus interesses estratégicos, tendo em conta, ainda mais, que os expertos da mesma doutrina recomendam reduzir o Exército francês até 35-55 efetivos.Atualmente a França tem 12 mil militares só em outros países : Afeganistão, Kosovo, Chade, Líbano , etc. Será a prerrogativa de Sarkozy apoiar ou não esta doutrina , mas sabemos como terminou a invasão à Rússia de uma armada de Napoleão em 1812.









0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home