*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Saturday, June 28, 2008

Banco do Sul 'terá capital autorizado de US$ 20 billhões' 28/06/08 os estados unidos tem todos os motivos do mundo para estarem em pânico.

O Banco do Sul terá capital autorizado de US$ 20 bilhões, segundo um comunicado conjunto divulgado por ministros e vice-ministros da área econômica de Brasil, Argentina, Bolívia, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela reunidos nesta sexta-feira, em Buenos Aires.De acordo com a nota, o Banco do Sul deverá começar a funcionar a partir de 2009 com US$ 10 bilhões no caixa – US$ 3 bilhões a mais que o valor inicialmente anunciado, quando a idéia foi lançada, no ano passado.
A expectativa, segundo assessores das autoridades que participaram do encontro, é de que outros países da região, como Chile e Peru, financiem os recursos que completariam os US$ 10 bilhões.A previsão de se alcançar os US$ 20 bilhões é feita a partir da possível participação de outros países da região. "O Banco do Sul entrou numa etapa final de definições relacionadas ao seu convênio constitutivo", diz o comunicado.
O texto diz ainda que este capital corresponde aos países membros da União das Nações Sul-americanas (Unasul).Uma nova reunião deverá ser realizada no próximo mês em Assunção, no Paraguai, e outra em La Paz, na Bolívia.
O Banco do Sul partiu de uma iniciativa da Venezuela, como uma alternativa a instituições como o Banco Mundial (Bird) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
A nova entidade é definida como um braço para o "desenvolvimento" e não pretende ter, de acordo com assessores, um perfil como o do Fundo Monetário Internacional (FMI).Na prática, Brasil, Venezuela e Argentina vão participar com US$ 2,9 bilhões. Equador e Uruguai com US$ 400 milhões, e Paraguai e Bolívia com US$ 100 milhões cada.No entanto, cada país ainda depende de aprovação de seus parlamentos para a liberação destes recursos.Em visita à capital argentina, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, evitou declarações aos jornalistas brasileiros. Numa recepção na embaixada do Brasil, conversou sobre inflação com o ministro argentino da Economia, Carlos Fernández, mas não foram revelados maiores detalhes.O governo argentino tem sido acusado por diferentes setores de maquiar os dados da inflação que, de acordo com consultorias econômicas, estaria em torno de 25% acumulados nos últimos 12 meses, e não em 8% como afirmam as cifras oficiais.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home