*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Tuesday, May 20, 2008

Iraque é o país mais violento do mundo.20/05/08

O Iraque é o país com o maior índice de violência do mundo, de acordo com o Índice Mundial da Paz, divulgado em Londres e elaborado pela organização Vision of Humanity, que agrupa diversas iniciativas pacifistas e recebe apoio de "filantropos, empresários, políticos, líderes religiosos e intelectuais", segundo a definição inscrita no seu site. Portugal aparece muito bem colocado, no sétimo lugar dos países mais pacíficos.A lista dos 10 menos violentos por ordem decrescente é a seguinte: Islândia, Dinamarca, Noruega, Nova Zelândia, Japão, Irlanda, Portugal, Finlândia, Luxemburgo e Áustria.Entre os países mais violentos, além do recordista Iraque, que vive sob ocupação das tropas dos Estados Unidos, está outro país que sofre uma ocupação militar, neste caso da Nato: o Afeganistão, que surge na 137ª posição, entre 140 países. Outro país que mantém territórios ocupados pelas suas forças militares, Israel, aparece imediatamente antes do Afeganistão, em 136ª posição.
Os dez países mais violentos são: Rússia, Líbano, Coreia do Norte, República Centro-Africana, Chade, Israel, Afeganistão, Sudão, Somália, Iraque.
Os países do G8 (os mais industrializados) têm posições muito diferentes, com o Japão na quinta posição, entre os 10 mais pacíficos, seguido do Canadá (11º), Alemanha (14º), Itália (28º), França (36º), Reino Unido (49º), Estados Unidos (97º) e Rússia (131º) na cauda do pelotão. O Brasil ocupa a 90ª posição, Angola a 110ª, Moçambique a 50ª. Os restantes países de língua portuguesa não são considerados no índice, que pode ser consultado na íntegra aqui.
Para elaborá-lo, são levados em conta e quantificados 24 critérios, que vão do número de conflitos internos e externos, ao número de mortos provocados pelos conflitos, às relações com os países vizinhos; mas são também levados em conta o nível de desrespeito dos direitos humanos, o número de homicídios por cem mil pessoas, o número de pessoas presas por cem mil pessoas, o número de polícias e oficiais de segurança por cem mil pessoas; outros critérios são o acesso mais ou menos fácil a armas e a capacidade e sofisticação militar.

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home