*(LITERATURA CLANDESTINA REVOLUCIONÁRIA)*MICHEL FOUCAULT LIBERTE-ME.

VC LEU MICHEL FOUCAULT,NÃO?ENTÃO O QUE VC ESTÁ ESPERANDO FILHO DA PUTA?ELE É A CHAVE DA EVOLUÇÃO DOS HUMANOS.HISTORIA DA LOUCURA,NASCIMENTO DA CLINICA,AS PALAVRAS E AS COISAS,ARQUEOLOGIA DO SABER,A ORDEM DO DISCURSO,EU PIERRE RIVIÉRE,A VERDADE E AS FORMAS JURÍDICAS,VIGIAR E PUNIR,HISTORIA DA SEXUALIDADE,EM DEFESA DA SOCIEDADE,OS ANORMAIS...EVOLUÇÃO OU MORTE!

Thursday, April 03, 2008

Navios com prisioneiros ilegais da CIA passaram por águas portuguesas 03/04/08

A organização de direitos humanos britânica Reprieve vai revelar novos dados que dão conta da passagem de navios por águas territoriais portuguesas levando a bordo suspeitos de terrorismo detidos ilegalmente. De acordo com o Expresso online, os dados constam da versão completa do relatório que a Reprieve apresentara em Janeiro, e que vai ser entregue esta quinta-feira ao Procurador Geral da República.
Afinal, não terão sido só voos ilegais da CIA a passar por Portugal. Segundo a Reprieve, também navios transportando suspeitos de terrorismo detidos ilegalmente, terão passado por águas territoriais portuguesas.O transporte por mar tem estado até agora excluído das investigações sobre o programa secreto da CIA de rendições extraordinárias, utilizado intensivamente pelos Estados Unidos a partir do antentado terrorista de 11 de Setembro de 2001.

Mas os novos dados anunciados pela Reprieve podem originar mais investigações sobre o transporte de prisioneiros ilegais por mar. Esta é a mesma organização governamental que em Janeiro denunciou a passagem de 728 prisioneiros ilegais por território sob jurisdição portuguesa a caminho de Guantanamo, através de diversos voos da CIA que passaram pelo aeroporto das Lajes, nos Açores.
"Nenhum destes prisioneiros poderia ter chegado a Guantánamo - e sido sujeito a seis anos de abusos - sem a cumplicidade portuguesa, e existem ainda várias dezenas de homens que poderão enfrentar a pena de morte após terem sido transferidos pelos Estados Unidos através de jurisdição portuguesa», afirmou na altura o director-geral da Reprieve, Clive Stafford Smith. As detenções têm resultado na tortura, na prisão norte-americana de Guantanamo e em outros locais do mundo, de um número ainda indeterminado de indivíduos, parte deles com cidadania europeia. A Procuradoria-Geral da República tem a decorrer, desde Janeiro do ano passado, um inquérito-crime sobre a passagem de voos secretos com prisioneiros por Portugal.



1 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home